DHL Express Artigos Proibidos

Antes de enviar com a DHL Express, é importante verificar se os seus artigos são proibidos ou restritos.
Em caso de dúvida quanto à aceitabilidade da sua mercadoria, por favor contacte o seu representante DHL antes de fazer o envio. Para mais informações sobre artigos proibidos ou restritos específicos de cada país, contacte o Serviço ao Cliente.
As mercadorias proibidas não são permitidas para transporte.
As seguintes mercadorias NÃO são aceites pela DHL em circunstância alguma. Isto é o resultado de uma decisão, após a plena consideração das implicações operacionais, legais e de gestão de risco.
  • Animais vivos (incluindo mas não limitados a mamíferos, répteis, peixes, invertebrados, anfíbios, aves, insetos, larvas e pupas)
  • Troféus de caça (animal), partes de animais tais como marfim e barbatana de tubarão, restos de animais ou cinzas, derivados de animais
  • Restos humanos ou cinzas
  • Lingotes (de qualquer metal precioso)
  • Dinheiro (moeda legal - notas bancárias, notas, moedas) e cheques de viagem
  • Pedras preciosas e semipreciosas soltas (cortadas ou não cortadas, polidas ou não polidas)
  • Armas de fogo originais e imitações completas e peças de armas de fogo, munições, explosivos/dispositivos explosivos
  • Bens ilegais, tais como bens de contrafação e narcóticos
  • Bens falsificados em violação dos direitos de propriedade intelectual
Propriedade, cujo transporte é proibido por qualquer lei, regulamento ou estatuto de qualquer governo federal, estatal ou local de qualquer país para ou através do qual o envio possa ser transportado.
Os seguintes artigos NÃO serão aceites para transporte, salvo acordo em contrário com a DHL. Para obter tal acordo, um business case terá de ser conduzido pela DHL e os artigos aprovados para o transporte serão registados por escrito com o Cliente.
  • Antiguidades, obras de arte e belas artes com um valor individual superior a X
  • Estampilhas / Selos fiscais com um valor de expedição superior a 500.000 euros
  • Cigarros, charutos, produtos de tabaco e cigarros eletrónicos ou acessórios com um valor de expedição superior a 500.000 euros. Os cigarros e acessórios eletrónicos requerem a aprovação da DHL Express.
  • Mercadorias perigosas, incluindo mas não limitadas a perfumes, aftershaves, aerossóis, substâncias inflamáveis, gelo seco, substâncias biológicas, mercadorias perigosas classificadas pela ONU e quaisquer mercadorias especificadas como tal ao abrigo dos regulamentos da Associação Internacional de Transporte Aéreo ("IATA"), do Acordo sobre Mercadorias Perigosas por Estrada ("ADR") ou dos Regulamentos Internacionais Marítimos de Mercadorias Perigosas (IMDG)
  • Moedas ou Medalhas Comemorativas e Colecionáveis de Alto Valor com um valor individual ou valor total de expedição superior a 2.000 euros
  • Troféus de caça (de animais) e peles de animais não destinados ao consumo humano
  • Mercadorias financeiras e monetárias com um valor de expedição superior a 500.000 euros. Exemplos incluem cartões SIM ativados para telemóveis, cartões de oferta, bilhetes de eventos, bilhetes de lotaria, ordens de pagamento ou postais, cartões telefónicos pré-pagos, bilhetes (stock em branco), vouchers/tokens, selos não utilizados, etc.
  • Joalharia e relógios e com valores individuais superiores a 5.000 euros com um valor máximo de aprovação individual de 10.000 euros
  • Pistolas de brinquedo, peças de armas de fogo, acessórios de armas de fogo, peças de munições, Tasers ou artigos militares controlados.
A política de segurança da DHL declara que não é permitido transportar produtos contrafeitos na rede DHL. A DHL não quer ser associada a bens contrafeitos e se houver suspeita da importação desses bens a Alfandega será informada.
Se lhe oferecerem preços muito baixos para aquisição de mercadorias de marca à venda em lojas online ou noutros pontos de venda pode assumir que esses bens são de contrafacção.
Bens de marca de elevada qualidade que são frequentemente falsificados são:
  • Sapatos
  • Roupa
  • Malas
  • Relógios caros
  • CDs e DVDs
  • Perfumes
  • Produtos electrónicos
É proibido em muitos países receber bens de contrafacção e perante existência de prova as autoridades aduaneiras confiscam os bens e penalizam o comprador.
Voltar ao topo